A digestão na doença inflamatória intestinal


A ingestão, digestão, absorção dos alimentos são feitas por um conjunto de órgãos que compõem o sistema digestório. São eles: boca, esôfago, estômago, intestinos (delgado e grosso) e ânus. 

A maior parte da digestão e também da absorção ocorre no intestino delgado. Este, por sua vez, é dividido em duodeno, jejuno e íleo. O pâncreas fornece o suco pancreático, que é ácido, e o fígado fornece a bile; esses dois, juntamente com o suco entérico (produzido pelo intestino) também auxiliam na digestão.


Após essa fase inicial da digestão, os alimentos são quebrados em pedacinhos cada vez menores (moléculas) até poderem ser absorvidos pela mucosa do intestino. Após isso, são distribuídos às diversas partes do corpo, através da corrente sanguínea. Isto é, os nutrientes são absorvidos no intestino, vão para o sangue e então são distribuídos pelo corpo a cada órgão e tecido.

Leia mais: Os nutrientes


Os resíduos alimentares e as secreções que não são digeridos no intestino delgado seguem para o intestino grosso, que é dividido em ceco, cólon e reto. Nesse local é onde ocorre grande parte da reabsorção de água. Em seguida, os resíduos sólidos vão caminhando pelo intestino grosso. Esse “percurso” é feito graças aos chamados movimentos peristálticos, ou seja, movimento muscular da parede do intestino. 

Quando o intestino delgado está inflamado, como pode ocorrer na doença de Crohn ou na colite ulcerativa, há uma redução da capacidade de digerir e absorver os nutrientes completamente. Esses nutrientes que não são absorvidos acabam chegando ao intestino grosso em diversos graus, dependendo da gravidade da lesão da inflamação. 

Imagine o seguinte, explicando de forma simplificada, para que a absorção dos nutrientes ocorra o bolo alimentar tem que estar em contato com a parede intestinal (mucosa). Essa mucosa é coberta por "vassourinhas" que são chamadas de vilosidade intestinal ou villi. A vilosidade intestinal é a responsável por ir separando e absorvendo os nutrientes para que esses entrem na corrente sanguínea e se redistribua pelo organismo. Acontece que quando a mucosa intestinal está inflamada ela perde essas  "vassourinhas", a vilosidade intestinal, fazendo com que a absorção de nutrientes não aconteça de forma eficaz.

A absorção de água também é afetada na doença inflamatória intestinal


A perda dessa vilosidade intestinal com a inflamação também interfere na reabsorção de água. Então como não é possível absorver muita água, aqueles restos alimentares na porção final do intestino (que serão as fezes) terão uma maior quantidade de água, deixando as fezes líquidas ou em consistência muito mole, o que caracteriza a diarreia.

O fato de os nutrientes não serem bem absorvidos é uma das causas pelas quais os pacientes com doença inflamatória intestinal podem ter desnutrição. Existem outras causas que discutiremos mais pra frente.


0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.