Estudos mostram que o Vedolizumab é um tratamento eficaz para a doença de Crohn e a colite ulcerosa


Numa fase clínica experimental testada internacionalmente e liderada pelo Dr. Brian Feagan da Western University, London, Canadá mostra que o anticorpo experimental Vedolizumab é um tratamento eficaz para quem sofre de retocolite ulcerativa (RCU) e doença de Crohn quando outros tratamentos falharem. Os resultados do estudo, chamado GEMINI, estão publicados na NewEngland Journal of Medicine do dia 22 de agosto de 2013.

Vedolizumab colite ulcerativa mais de 41% de eficácia.

Vedolizumab e doença de Crohn mais de 31% de eficácia.

As doenças crônicas e debilitantes RCU e doença de Crohn são as duas formas mais comuns da doença inflamatória intestinal e afetam mais de quatro milhões de pessoas em todo o mundo. Os sintomas podem incluir sangramento, diarreia, fadiga, perda de peso e anemia.
  
Novo medicamento Vedolizumab
"Os resultados publicados mostram que Vedolizumab é eficaz para o tratamento da RCU e  da doença de Crohn em pacientes que não se adaptaram a outros tratamentos, isso incluindo as melhores terapias disponíveis atualmente", diz  Dr. Brian Feagan, professor de medicina e epidemiologia e bioestatística da Western Schulich School of Medicine& Dentistry e diretor do Robarts Clinical Trials do Instituto de Pesquisa Robarts. "Se aprovado, Vedolizumab pode proporcionar às pessoas que vivem com o doença de Crohn e RCU uma nova opção para induzir e manter a remissão clínica."

Takeda Pharmaceutical Company Limited, a maior empresa farmacêutica do Japão e líder global na indústria, financiou a pesquisa e entrou com o pedido para aprovação da licença do medicamento pela FDA (Food and Drug Administration) nos EUA e da Agência Europeia de Medicamentos para o tratamento de adultos com moderada a grave RCU e doença de Crohn ativas.

Os estudos GEMINI são o resultado de 15 anos de trabalho. A molécula envolvida foi inicialmente descoberta por um cientista de London (Canadá), Dr. Andrew Lazorovits, que fazia pós-doutorado em Boston. Ele morreu antes de ver sua descoberta ir a teste clínico.

"Há quatro fases nos estudos GEMINI e envolvem  2.700 pacientes em 40 países. Na fase 3 dos testes do GEMINI estudei pacientes com RCU e a fase 2 dos testes do GEMINI focou-se em pacientes com doença de Crohn. Ambas fases revelaram que os resultados dos pacientes com o novo medicamento foram superiores quando comparados com o grupo placebo."

"Eu acho que a parte mais interessante desse estudo é que esta molécula tem potencial para ser algo completamente diferente das terapias existentes hoje. Tanto RCU quanto doença de Crohn são doenças inflamatórias crônicas que afetam o sistema imunológico que passa a ter uma resposta imune desregulada provavelmente por conta das bactérias no intestino. E nós realmente não sabemos a causa dessa resposta desregulada, e assim somos forçados a tratar isso com potentes imunossupressores anti-inflamatórios. Esses medicamentos tem efeitos colaterais porque eles são de amplo espectro. Eles afetam a inflamação no intestino como nós queremos mas também afetam outros lugares, como os pulmões, a pele e o cérebro, onde nós não queremos a supressão do sistema imunológico. A consequência dessa atividade de amplo espectro pode ser efeitos colaterais tais como pneumonia, infecções da pele ou infecções no sangue ", explica o Dr. Feagan, que também é um gastroenterologista no London Health Sciences Centre. 


"Vedolizumab interfere com o tráfico de células brancas do sangue no intestino especificamente, ao contrário de outros locais no corpo. Tem a vantagem potencial de supressão seletiva do sistema imunitário e com isso talvez evitar os efeitos secundários que são um grande prejuízo para o paciente ".










0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.