Parasitas podem ser o caminho para o tratamento de doenças auto-imunes



Existe uma nova arma na luta contra as doenças auto-imunes tais como diabetes do tipo 1, artrite reumatóide, doença de Crohn, colite ulcerativa e o lúpus. A característica comum destas doenças é que o sistema imunológico os próprios órgãos e tecidos.

Dr. William Gause, imunologista da Universidade de Rutgers, New Jersey Medical School , está entre aqueles que lideram a pesquisa na busca da cura destas doenças através do estudo de como o corpo humano reage a vermes. Os vermes que Gause estuda são chamados helmintos. Eles são pequenos parasitas que vivem no intestino humano, especialmente em países em desenvolvimento. 

De acordo com um artigo do Instituto Nacional de Saúde e da Universidade de Edimburgo publicado por Gause e colegas na Nature Reviews Immunology, a presença desses vermes através de milênios de evolução humana provavelmente levou a uma resposta imune chamada imunidade tipo 2. Isto inclui as vias imunológicas reguladoras que ajudam a controlar a inflamação e que podem contribuir para o processo inflamatório das doenças auto-imunes.

A reação imunológica, dizem os pesquisadores, parece ter desenvolvido como uma maneira de reparar rapidamente as feridas causadas por esses invasores quando eles se movem dentro do corpo humano. De fato , os componentes da resposta imune tipo 2 pode um dia ser usada para melhorar o processo de cicatrização de feridas. Além disso essa resposta provoca redes reguladoras que bloqueiam respostas imunes prejudiciais, ou inflamações, que tem o potencial de agravar a lesão tecidual .

"O que gostaria de fazer agora é aproveitar componentes da resposta imune tipo 2 para atingir o controle da resposta inflamatória prejudicial que pode levar às doenças auto-imunes como diabetes e doença inflamatória intestinal ", diz Gause. Ele acrescenta que as respostas inflamatórias também tem sido associadas a outras doenças como por exemplo doenças cardiovasculares e distúrbios metabólicos, e até mesmo reações alérgicas e fibrose que podem resultar quando descamações do titânio usado nas articulações artificiais se deslocam e se acumulam em alguma outra parte do corpo. "Encontrar novas formas de estimular esses componentes de regulação da resposta imune tipo 2 pode fornecer-nos com um novo conjunto de ferramentas para atingir o controle de respostas inflamatórias prejudiciais agora associado a esta grande variedade de doenças. "

Por enquanto, helmintos vivos ou subprodutos de helmintos podem ser introduzidos no corpo em uma base de curto prazo para treinar o sistema imunológico comprometido . Um estudo de 2012 por uma equipe liderada por Gause concluiu que a introdução de helmintos por duas semanas fez com que os sistemas imunológicos de ratos pasassem a produzir citocinas ou moléculas de sinalização, o que lhes davam proteção duradoura contra a diabetes tipo 1 .

Esta constatação reflete a experiência humana no mundo em desenvolvimento, onde a infecção por helmintos é endêmica , mas a incidência de doenças auto-imunes, como a diabetes tipo 1 é extremamente baixo.

"Há um crescente número de evidências que apoiam a hipótese da higiene, que sugere que a diminuição da exposição à micróbios e helmintos em países industrializados prejudicaria o desenvolvimento das redes de regulação do sistema imunológico que podem controlar as respostas inflamatórias prejudiciais ", diz Gause .


O resultado final deste processo, de acordo com Gause, é o aumento da incidência de uma variedade de doenças relacionadas com a resposta inflamatória prejudicial." Se nós encontrarmos uma forma controlada para aplicar o benefício que helmintos parecem oferecer para o funcionamento do sistema imunológico, é concebível que nós como sociedade não precisamos escolher entre higiene e doenças inflamatórias ".

0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.