A moda da dieta detox – vale a pena?


Tenho visto cada vez mais pessoas aderindo à tal da dieta detox. Nas redes sociais então não para de “chover” fotos de suco detox, lanchinho detox etc etc etc. Sempre tem algum aspecto à alimentação na moda: antes o ovo fazia mal, agora faz bem; margarina é um veneno; óleo de coco é bom pra emagrecer; fulano famoso perdeu “x” quilos com dieta sem glúten e a da dieta da moda agora é a dieta detox. O maior apelo é usar o argumento de que após as festas de fim de ano e as tradicionais “comilanças” nosso corpo precisa se desintoxicar. Será mesmo? Esse texto de hoje é voltado não só para nós, pacientes com doença inflamatória intestinal, mas para todo mundo, pois hoje estamos falando de saúde e saúde vale para todo mundo.

Mas antes de continuar, vamos entender bem o que é a tal dieta detox. Bom, ela exclui glúten, lactose, açúcar, proteína animal de todos os tipos (carne, leite, queijos, ovo etc) e gorduras. Também é proibido alimentos industrializados, com conservantes, corantes ou qualquer tipo de aditivo. E aí tem infinitas receitas de “sucos detox” e chás diuréticos. Normalmente essa dieta é feita em 7 ou 14 dias e sempre vem acompanhada da promessa de perder “vários” quilos, além de “desintoxicar” seu corpo.

E você sempre vai ouvir falar de uma amiga ou um vizinho ou uma prima que fez a dieta e “desinchou” muito. Sim, isso realmente acontece, mas é principalmente por causa da retirada de alimentos industrializados. O que incha o corpo é o desequilíbrio entre sódio e potássio e alimentos industrializados tem muito sódio, o que favorece à retenção hídrica (ou inchaço). Sendo assim, para desinchar você não precisa fazer dieta detox e ficar duas semanas tomando sucos e chás; basta cortar alimentos industrializados e reduzir ao máximo o consumo de sal (sódio).


Pior ainda é quando a pessoa toma um suco detox no café da manhã e a tarde come um salgadinho, toma uma cervejinha, come uma pizza. De que adianta? Sejamos coerentes!

E vamos à outra questão. Dificilmente (ou até mesmo impossível) você conseguirá suprir todas as necessidades de nutrientes com essa dieta. Para uma pessoa saudável isso talvez nem tenha grandes problemas, mas para nós, portadores de doença inflamatória intestinal, isso pode ter um risco bem grande. A maioria de nós precisa de uma boa quantidade de nutrientes porque nem sempre conseguiremos absorver tudo que precisamos. Além disso, dieta detox tem poucas calorias e alguns de nós precisa ingerir muitas calorias para recuperar o peso ou até mesmo para mantê-lo.

E um aspecto de interesse de todo mundo: quando se quer emagrecer o que tem que perder é gordura. Não adianta perder 2 kg, mas esses 2 kg serem água ou, pior, massa muscular. Na dieta detox você não vai perder gordura então, na prática, você não emagreceu de verdade. Além de perder água (desinchar) é bem provável que você perca massa muscular também e isso não é nada bom. Os músculos, além de promover nossa saúde e bem estar, vão aumentar seu metabolismo, ou seja, quanto menos músculos você tiver, mais tendência a engordar você terá.


ASSINE NOSSO BOLETIM INFORMATIVO
Coloque o seu email:

Você receberá um email, confirme-o para que você possa receber nossas novidades.

Aí depois de passar uma ou duas semanas à base de sucos detox, chás diuréticos e saladinhas, você se dá ao luxo de comer uma gordurinha. O que seu organismo “pensa”? “Obaaa! Vou guardar essa gordurinha deliciosa aqui pra mim”. Em vez de ser metabolizada (o organismo “gastar”), ela vai ser acumulada: na barriga, no quadril, nas costas e por aí vai. E você ainda acha que é a dieta detox que vai solucionar isso?

Portanto, pessoal, dieta detox não é fórmula mágica pra ninguém. A desintoxicação não vai solucionar nada! Você não vai perder aqueles 5 kg pra festa do fim de semana, você não vai “limpar” seu organismo depois de ter “enfiado o pé na jaca”.

Quer desintoxicar? Quer melhorar a saúde? Alimente-se bem e pratique exercícios físicos regularmente! Tire os alimentos industrializados não só por 7 ou 14 dias, tire-os por completo ou evite-os o máximo possível! Pra que seguir dietas da moda se você sabe que a chance de vir o “efeito sanfona” (emagrece e quando para a dieta engorda tudo de novo) é grande? É o que eu sempre digo: eu sou contra dieta. Dieta da lua, dieta do sol, dieta da sopa, dieta do abacaxi... você emagrece (e perde saúde) enquanto faz, mas depois vai ficar ainda pior. Não é infinitamente melhor fazer uma reeducação alimentar? Mude seus hábitos alimentares, pratique atividade física... sua saúde e seu corpo vão agradecer e os resultados serão para sempre!!!



E se você come muito errado, não estou falando pra você mudar seus hábitos da noite para o dia. Comece aos poucos. Faça pequenas mudanças, mas faça progressivamente. Troque hoje um alimento ruim por um bom. Após acostumar-se com ele, faça isso novamente com outros até que sua alimentação seja toda saudável. O melhor é fazer isso, pois assim você não sente muito a mudança, se acostuma e consegue manter para o resto da vida. A mudança pode ser difícil, mas só no início. Pode acreditar! Quanto mais tempo você fica sem comer as “porcarias”, mais fácil é viver sem elas. E também não precisa excluir tudo da sua vida e abdicar daquele doce (ou algum outro alimento-não-muito-saudável que você goste)! Pode comer sim (desde que não te faça mal, claro), mas reduza a frequência ou quantidade.

Então é isso, pessoal. Antes de pensar em aderir a uma dieta da moda, pense bem na sua saúde antes e não saia acreditando em tudo que aparece por aí. E para dieta ou reeducação alimentar procure sempre um nutricionista antes.


0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.