Dicas para pacientes com doença inflamatória intestinal que vão comer fora de casa


Para quem tem doença de Crohn ou retocolite ulcerativa comer em público pode ser um desafio e, por isso mesmo, muitos deixam de comer na rua. Mas com um pouco de planejamento tudo é possível.

Não são só os pacientes com doença inflamatória intestinal que devem tomar cuidados com as refeições fora de casa. Isto deveria ser uma preocupação de todas as pessoas, visto que todos devem ter uma dieta equilibrada. Todos devem optar por refeições mais saudáveis e, no nosso caso, devemos também respeitar nossas intolerâncias (e/ou alergias) alimentares.

O que tem no cardápio?


Como já dissemos várias vezes, a alimentação de uma pessoa com doença inflamatória intestinal é muito diferente umas das outras. Alguns pacientes toleram perfeitamente bem alguns alimentos que outros não suportam de maneira nenhuma.

Normalmente, os alimentos bem tolerados em casa também são bem tolerados na rua. Além disso, é claro que escolher alimentos saudáveis é sempre a melhor escolha.

Se você está com cólicas intestinais e/ou diarreia e/ou possui estenose é melhor evitar os alimentos ricos em fibras, como os integrais, vegetais crus e algumas frutas. Em relação a frutas é melhor você optar por banana ou compotas de maçã. Evitar alimentos feitos com gordura animal (exemplo: gordura de porco) também é uma boa ideia; o ideal é que a refeição seja preparada só com óleos vegetais (óleo de soja, óleo de milho, azeite etc). Lembrando que devemos evitar o óleo de canola (se você ainda não sabe o porquê, leia aqui).

É aconselhável também resistir à tentação e comer porções menores. A vantagem disso é que você pode levar o que sobrou para casa e comer aquela delícia de novo mais tarde.


Ótimas escolhas que você pode fazer são os peixes, principalmente os de água fria, atum, salmão e peixe-espada, devido ao elevado teor de ômega 3 que eles possuem. Se forem grelhados ou cozidos a vapor é melhor ainda. Esses peixes inclusive exercem um efeito anti-inflamatório (relembre lendo este texto aqui).

Alimentos muito condimentados, ricos em açúcar e/ou ricos em gordura devem ser evitados. Sua saúde (e a de todos que estiverem com você) vai agradecer. E isso também vai te ajudar a selecionar o melhor lugar para comer.

Evite comer fora de casa se você está faminto


Se você for a um restaurante ou lanchonete com muita fome é provável que você seja tentado a comer demais, mais do que deveria. Isso pode acarretar desconfortos gastrointestinais e até mesmo agravar uma crise. Se achar conveniente, faça um pequeno lanchinho em casa antes de sair, pois com isso você evita abusar da comida depois.

ASSINE NOSSO BOLETIM INFORMATIVO
Coloque o seu email:

Você receberá um email, confirme-o para que você possa receber nossas novidades.

Se você não conhece bem o lugar, ligue antes de ir.


Isso vai te ajudar a tirar dúvidas sobre o cardápio. Muitos restaurantes ficam satisfeitos em salientar as dúvidas, seja dos ingredientes ou do método de cocção utilizado. Se for o caso, alguns até preparam um pedido especial!

Se precisar, peça ajuda.


Sinta-se livre para fazer considerações e pedidos especiais. Fazer uma refeição fora de casa tem que ser uma experiência agradável. Hoje em dia muitos restaurantes e até mesmo lanchonetes proporcionam um serviço de assistência, muita vezes personalizado. Sendo assim, converse com o garçom ou o cheff de cozinha se houver necessidade de alterar algum ingrediente.

Moderação acima de tudo


Como dissemos acima, atente para o tamanho da porção que você vá comer. Não exagere na quantidade. Se preciso, faça pedido de uma porção infantil porque ela já vem em menor quantidade e aí não há risco de abusar.

Doença inflamatória intestinal x criança x fast food



Os fast foods nem sempre são uma boa ideia. Eles são conhecidos por “calorias vazias”, ou seja, fornecem calorias, mas não fornecem nutrientes importantes. No caso de haver necessidade de incremento de calorias e se você não tiver intolerância alimentar a nada oferecido, os fast foods poderiam ser utilizados, mas lembrando que não há ganho de saúde com isso.

As pizzas são opções até melhores. Elas também fornecem muitas calorias (o que é bom para quem perdeu muito peso) e, dependendo da sua escolha, podem ser ricos em nutrientes saudáveis (como tomate, por exemplo). A questão é você optar por um sabor mais saudável.


Observar as questões de higiene do local também é importante e, claro, isso serve para todo mundo. Com um pouco de cuidado consigo mesmo e planejamento, você pode comer em qualquer lugar e ter uma vida social normal.

Marmita


Caso você ainda assim prefira não comer na rua, mas passa muito tempo fora de casa uma opção é fazer marmitinhas com suas refeições e levar consigo. É só tomar cuidado com os alimentos que precisam de refrigeração (tipo iogurte). Uma ótima ideia é utilizar bolsinhas térmicas para carregar os lanches e refeições.

0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.