8 principais efeitos da insônia e os males que podem causar

 

1. Aumento da glicose (açúcar) no sangue

Sem dormir adequadamente, o sistema nervoso central fica mais “ativo”, o que inibe o pâncreas a produzir insulina o suficiente (hormônio responsável por reduzir a glicemia). O pesquisador Van Cauter fez um estudo para avaliar os efeitos da falta de sono e descobriu que homens saudáveis, sem fator de risco para diabetes, desenvolveram um estado pré-diabético.



2. Possível ligação com obesidade

O hormônio do crescimento (GH) é secretado pelo corpo durante o sono, na fase de sono profundo. À medida que envelhecemos, passamos menos tempo no sono profundo, o que diminui a secreção de GH. No entanto, a falta de sono em uma idade mais jovem reduz o GH prematuramente, acelerando o processo de ganhar gordura. Além disso, pesquisas indicam que falta de sono diminui o hormônio testosterona, que também pode ocasionar no ganho de gordura e até perda de massa muscular.

3. Aumento da compulsão por doces

Isso pode ocorrer porque a privação de sono afeta negativamente a produção do hormônio leptina, que é responsável por “dizer” ao corpo quando ele já está satisfeito. Com a diminuição da leptina, o corpo vai “demorar” a dar esse aviso e seu corpo vai “pedir” mais calorias, que normalmente são os doces (e outros carboidratos), ainda que suas exigências sejam atendidas.


4. Sistema imunológico enfraquecido

A falta do sono pode diminuir a quantidade de células brancas em seres humanos, células essas que são responsáveis pela imunidade. Com isso, seu organismo pode ficar mais susceptível a infecções.

5. Aumenta o risco de câncer de mama

Richard Stevens, um pesquisador sobre câncer da University of Connecticut, especulou que pode haver uma ligação entre os ciclos de câncer de mama e da melatonina (hormônio secretado quando está escuro e calmo e causa o sono). A melatonina pode provocar uma redução na produção de estrogênio e sabe-se que estrogênio em excesso pode promover o crescimento do câncer de mama. Lembrando que a melatonina só é liberada na ausência de luz!

6. Diminuição da atenção e da concentração

Pessoas que ficavam mais de 19 horas acordadas mostraram o pior desempenho em testes de estado de alerta, pior até mesmo do que pessoas com nível de álcool no sangue de 0,08%. Além de prejuízos no trabalho e nos estudos, isso também pode afetar a prática de atividade física, não só reduzindo o desempenho, como também negligenciar um exercício e executá-lo incorretamente.


7. Endurecimento das artérias

O estresse causado pela falta de sono aumenta muito os níveis do cortisol, o “hormônio do estresse”. Esse aumento pode propiciar o endurecimento das artérias, podendo até mesmo causar um ataque cardíaco. Níveis elevados de cortisol também podem levar à perda de massa muscular, aumento do armazenamento de gordura, perda de massa óssea, depressão, hipertensão arterial (pressão alta), resistência à insulina e menor secreção do hormônio de crescimento e produção do testosterona. 


8. Depressão e irritabilidade

A falta de sono diminui os neurotransmissores do cérebro responsáveis pela regulação do humor. Por isso que dizemos que pessoas que dormem pouco são mais bravas e tendem a ficar deprimidas com mais facilidade.



Leia mais sobre depressão e doença inflamatória intestinal clicando aqui.
Leia mais sobre a insônia clicando aqui.

1 comentários:

  1. O corticóide é um grande causador de insônia, mas excelentes estes artigos de vocês. Valeu.

    ReplyDelete

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.