Para aqueles que vivem com distúrbios gastrointestinais, tais como úlceras ou doença de Crohn, o tratamento muitas vezes significa atenuar os sintomas incômodos através de medicamentos ou mudanças na dieta. Mas e se o tratamento um dia significasse acabar com o velho intestino e reconstruir  um novinho livre de tecidos inflamados ou doentes?

Os cientistas do Brigham and Women’s Hospital (BWH) e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) estão esperançosos que os seus novos estudos levarão a essa possibilidade.  Na  pesquisa em desenvolvimento, eles foram capazes de cultivar grande número de células-tronco intestinais e então as estimularam para que desenvolvessem em diferentes tipos de células intestinais maduras.



O estudo foi publicado on-line neste mês na Nature Methods.

"Ter a capacidade de produzir um grande estoque de células-tronco intestinais pode ser extremamente útil para a terapia com esse tipo de célula. Desse modo poderiamos usá-las para desenvolver uma nova mucosa intestinal nos pacientes portadores da doença inflamatória intestinal como a doença de Crohn e colite ulcerativa", disse Jeffrey Karp, PhD, e integrante da ‘Division of Biomedical Engineering’(Divisão de engenharia biomédica), ‘BWH Departament of Medicine’ (Departamento de medicina), co-autor sênior do estudo."


Estas células também poderiam ser úteis para as empresas farmacêuticas avaliarem e pesquisarem mais profundamente e assim  identificar novas drogas que poderiam regular desde a doença inflamatória intestinal  até diabetes e obesidade. Entretanto, até hoje não houve uma maneira eficaz de criar um número de células -tronco intestinais adequado."
Nas  criptas do intestino humano (são [equenas glândulas encontradas entre as vilosidades do intestino delgado) estão células -tronco adultas imaturas que convivem ao lado de células especializadas chamadas células Paneth, que são células do intestino delgado com função anti-bacteriana, anti-fúngica e anti-viral. As células-tronco permanecem imaturas enquanto continuam em contacto com as células de Paneth. Mas os investigadores descobriram que, quando as células de Paneth são removidas e substituídas por duas pequenas moléculas envolvidas na sinalização de células, estas moléculas pode fazer com que as células-tronco se proliferem em populações puras. E, através da introdução de outras moléculas na mistura faz com que as células puras se desenvolvam em células intestinais maduras especializadas.

Assine nosso Boletim Informativo e passe a receber as novidades por email.


Coloque o seu email:


Você receberá um email, confirme-o para que você possa receber nossas novidades.

"Esta é uma oportunidade de gerar um grande número de células maduras gastrointestinais, algo que antes não era possível, e assim permitir a seleção de quais células devem ser estimuladas a proliferar em maior número aumento a eficiência dessas células", disse Yin Xiaolei, PhD,  integrante do ‘Center for Regenerative Therapeutics’ (Centro de Regenerativa Therapeutics), ‘BWH Department of Medicine’ (Departamento de Medicina), autor principal do estudo.

Além disso, os pesquisadores observaram que suas descobertas poderiam ser potencialmente aplicada in vivo utilizando medicamentos de pequenas moléculas para ajudar a regenerar células para que essas substituam o tecido intestinal danificado pela doença.

"Isso abre as portas para se fazer todo tipo de coisas, desde a reconstrução de um novo intestino para pacientes com doenças intestinais  até para fazer medicamentos que tragam mais segurança e eficácia", disse Robert Langer, ScD , MIT, co -autor sênior do estudo.


Esta pesquisa foi suportada pelo National Institutes of Health and Harvard Institute of Translational Imunologia / HelmsleyTrust Pilot Grant Crohn’s disease.

Esse artigo foi escrito com o material disponibilizado pelo Brigham And Women's Hospital.

0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.