Hoje em dia nosso tempo está cada vez mais corrido, então tem sido muito mais fácil optar por um lanchinho prático, rápido, fácil de carregar etc. Além do mais, a indústria alimentícia nunca fez tanta propaganda dos seus produtos, mostrando-os como ótimas opções para o dia-a-dia. Mas será que podemos acreditar em tudo? Vejamos!

Barrinha de cereal


Barrinhas de cereal são tidas como ótima opção de lanche intermediário por conter baixa quantidade de calorias e serem ricas em fibra, além de serem super práticas de carregar, mas não é bem assim. Algumas tem pouquíssima fibra e, mais importante do que a quantidade de calorias é a qualidade de calorias, então não adianta comer apenas 90 ou 100 kcal sendo 90 ou 100 kcal de “porcarias”. Grande parte delas contem uma quantidade exagerada de açúcar, gordura e sódio. Aquelas que tem chocolate então são ainda piores.

Barrinha de cereal é mesmo saudável?
Mas nem tudo está perdido. Algumas indústrias alimentícias estão fazendo barrinhas mais saudáveis. Para saber se uma barrinha é boa, leia as informações nutricionais e observe se a porcentagem de gordura, açúcar e sódio está alta. Uma outra dica é ler os ingredientes: observe se os alimentos ali presentes são saudáeis e evite aquelas que também tem xarope de glicose e xarope de guaraná. Prefira as barrinhas de fruta e as que contém flocos de milho, mel, aveia e castanhas. Há uma boa opção também que são as barrinhas de semente (gergelim, quinoa, linhaça...).

Atenção: pessoas com estenose devem evitar fibras!



Dica: Uma ótima alternativa também são as oleaginosas (castanha do Pará∕Brasil, castanha de caju, avelã, amêndoa, nozes, pistache), que também são práticas de carregar e fazem muito bem à saúde. Mas vale lembrar que essas oleaginosas podem fazer mal para algumas pessoas que têm a doença inflamatória intestinal devido à fácil adesão das mesmas nas curvaturas da mucosa intestinal.



Suco de caixinha


Algumas pessoas tem a ideia de que trocar refrigerante por suco de caixinha é uma boa opção, mas não é. Alguns tem a mesma quantidade ou até mais açúcar que os refrigerantes, além de terem muito sódio também. Juntando os corantes, conserantes e aromas então... química pura. Somando-se a isso tem o fato de que durante o processo de industrialização perde-se grande parte das vitaminas. 


Dica: Prefira o suco de frutas natural ou até mesmo a água. Uma excelente ideia é fazer o suco de frutas em casa e utilizar água de coco em vez de água “normal”, pois além de dar um sabor muito mais saboroso, vai aumentar a durabilidade do suco (porque reduz a oxidação). Aí pode congelar e levar consigo. Outra alternativa são os sucos prontos integrais, que não tem adição de açúcar e basta dissolver em água.






Peito de Peru


Normalmente o peito de peru é visto como uma alternativa saudável ao presunto, mas isso é um mito, pois contêm praticamente as mesmas quantidades de sódio e de gordura. Além disso, para conservá-los as empresas usam nitrato e nitrito, que são substâncias altamente cancerígenas. 


Dica: substitua o peito de peru por outra proteína como, por exemplo, queijos magros (cottage, ricota, queijo minas – desde que você não tenha intolerância à lactose), ovo cozido∕pochê∕mexido (sem usar óleo no preparo), frango desfiado, atum (principalmente o conservado em água), patê de soja etc. Opções não faltam!



Assine nosso Boletim Informativo e receba nossa novidades
Coloque o seu email:


Você receberá um email, confirme-o para que você possa receber nossas novidades.


Chocolate Diet



Muitas pessoas pensam que só porque o chocolate diet tem menos açúcar ele vai ser mais saudável, mas isso é um erro. Alimento diet é aquele no qual há retirada de algum componente, sendo o mais comum o açúcar. O grande problema é que com a retirada de algum (ns) componente (s) pode ser aumentada a quantidade de outro para que não haja diferença no sabor. No caso do chocolate, retira-se o açúcar, mas acrescenta-se gordura e isso pode fazer com que o chocolate diet tenha mais calorias que o normal.
Dica: quando der vontade de comer chocolate, prefira o meio-amargo, amargo ou com 70% de cacau (quanto mais cacau tiver, melhor). Inclusive fazem bem à saúde, desde que consumidos em quantidade moderada (o ideal é não ultrapassar 30 g).



Margarina


Quem quer evitar o excesso de gordura tende a trocar a manteiga pela margarina, mas essa é uma péssima troca. A margarina então é um dos produtos mais “bombardeados” pela mídia e sempre aparecem propagandas mostrando famílias felizes e relatando os inúmeros benefícios da margarina, só que não é bem assim. Nada assim, aliás. A margarina é um produto “inventado” (não existe óleo ou gordura parcialmente hidrogenado como existe na margarina) e é feito a partir de óleos vegetais (sim, e por isso ela realmente não tem colesterol, mas tem a gordura trans que pode ser muito mais maléfica à saúde). E o fato de ela não ter colesterol como componente não significa que ela não vai aumentar o colesterol no nosso corpo; aumenta sim: ela inibe a ação de algumas enzimas do fígado que aumentam a síntese de colesterol.

E agora vem outra parte que temos que ter muito cuidado: a margarina é altamente inflamatória! Os óleos e gorduras trans aumentam a produção de prostaglandinas pró-inflamatórias. Ela também pode desequilibrar os níveis de serotonina (o hormônio do prazer), o que favorece a depressão, ansiedade, pânico, enxaqueca etc.

Dica: fuja da margarina. Não acredite nas propagandas e nos rótulos, porque a indústria vai te convencer a todo custo que o produto dela é bom para que você compre. Substitua a margarina por opções mais saudáveis como queijos magros, patês com pouca ou nenhuma gordura etc. Pode até usar a manteiga também, só não abuse.



Pães multigrãos


Esses pães, na maioria das vezes, são feitos com grãos refinados, fazendo com que se perca o valor nutricional. Observe na lista de ingredientes se a farinha utilizada foi integral ou refinada. Se for integral, ótimo; se for refinada, escolha outro.

E uma coisa importantíssima: pessoas com estenose devem evitar alimentos ricos em fibra, portanto evitem tanto os pães integrais quanto os multigrãos.

Dica: (se não tiver estenose): prefira o pão integral ou o pão integral acrescido de multigrãos. Aproveite e compare os rótulos para escolher um pão com menos sódio e menos gordura também.






Iogurtes


A não ser que seja o iogurte natural, a maioria destes vendidos em supermercado se trata de bebidas lácteas e não iogurtes, pois  é acrescentado muita açúcar e gordura para deixar na consistência mais cremosa e sabor mais adocicado, além dos corantes naturais e conservantes.  Também não possuem a quantidade satisfatória de bactérias benéficas para o organismo como o iogurte natural tem. Lembrando que os iogurtes não são indicados para quem tem intolerância à lactose.

Dica: utilize o iogurte natural e, para dar um sabor mais agradável, jogue pedacinhos de fruta ou até mesmo bata no liquidificador. Você também pode colocar um pouquinho de mel.




Sopas prontas


Sopas são vistas como alimentos saudáveis e, pensando nisso, a indústria alimentícia lançou uma vasta quantidade de sopas prontas que, além de serem super práticas, costumam ser gostosas. Aliado a isso tem a nossa cultura de que quando estamos doentes “é ótimo tomar uma sopinha”. Isso é até verdade, pelo fato de a sopa ser uma refeição leve, mas nada dessas industrializadas! Elas tem gorduras, conservantes e sódio de sobra! Várias delas costumam ter mais que o dobro da quantidade de sódio permitido para um dia todo. Além disso não tem nutrientes e, se você precisa manter o peso ou ganhar um pouco, ela pode atrapalhar porque tem pouquíssima caloria (e o pouco que tem é só de coisa que não presta).


Dica: Nenhuma sopa pronta substitui a canja ou a sopinha de legumes feita em casa. Demora um pouco mais a fazer, mas o sabor é muito melhor e sua saúde agradece.


A doença inflamatória intestinal se manifesta de forma diferente em diferentes pessoas, por isso alguns alimentos aqui apresentados pode fazer bem para alguns e não tão bem para outros. Conheça-se e mantenha-se em remissão por um longo período.

2 comentários:

  1. quem tem metabolismo super rápido pode comer sem se preocupar com as gorduras?? hahaha

    ReplyDelete
  2. Obrigado pela atenção de vocês e os ótimos artigos.

    ReplyDelete

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.