A área interna total do trato digestivo sempre foi considerada como sendo algo entre 180 – 300 metros quadrados, mas pesquisadores da Faculdade Sahlgrenska descobriram através de técnicas microscópicas que essa área é muito menor do que se pensava.

O cientista pesquisador Lars Fändriks disse que na verdade o trato digestivo não é tão grande quanto se pensava, podendo chegar ao tamanho de um apartamento pequeno.

O sistema digestivo, que começa na boca passa pelo esôfago e vai indo até os intestinos mede mais ou menos 5 metros em um adulto normal. Além disso, há várias dobras e protrusões.

Cáculos prévios , que estão presentes em livros e artigos, falam que a área interna do trato digestório fia entre 180-300 metros quadrados – mais ou menos o mesmo tamanho que uma quadra de tênis.

Um novo estudo da Faculdade de Sahlgrenska publicado no Scandinavian Journal of Gastroenterology mostra que esses números estão errados.

O cientista Lars Fändriks e Herbert Helander usaram técnicas de microscopia quantitativa para determinar a área do trato digestivo em adultos saudáveis e acharam que na verdade mede apenas entre 30 e 40 metros quadrados.


A maior parte dessa área está no intestino delgado. A área de absorção presente no intestino grosso é de aproximadamente 2 metros quadrados, enquanto na boca, esôfago e estômago somados não passa de 1 metro quadrado.

Lars ficou surpreso com sua própria descoberta de que a área de absorção do trato digestivo é mais ou menos 5 vezes menor do que se pensava.



Ele disse que isso pode até parecer um fator de curiosidade, mas essas dimensões são importantes quando levamos em consideração sua função de absorção de medicamentos e nutrientes. Essa descoberta também ajudará em estudos futuros para entender como a mucosa intestinal protege o organismo de fatores nocivos.

Os resultados anteriores foram obtidos erroneamente pelo fato do trato digestivo se um sistema dinâmico que é difícil de acessar para fazer medições. A maioria das medições eram feitas em cadáveres ou durante cirurgias abdominais, o que significa que os instestinos eram medidos quando relaxados, o que dá uma grande margem para erros.

Lars e Herbert usaram exames radiológicos suplementados com estudos de microscopia do trato gastro-intestinal. Endoscopia foi usada para obter biópsias da mucosa intestinal.

Eles enfatizaram que as novas dimensões são válidas para adultos saudáveis e que pode varias de uma pessoa para outra. Além do mais, essa dimensão é afetada pela dieta e pela estilo de vida do indivíduo.

ASSINE NOSSO BOLETIM INFORMATIVO
Coloque o seu email:

Você receberá um email, confirme-o para que você possa receber nossas novidades.


Herbert disse que olhando anatomicamente 30-40 metros quadrados são mais do que suficientes para a absorção dos nutrientes. Além do mais, uma área menor faz mais sentido uma vez que os riscos que pode advir dessa absorção são diminuídos.

O artigo acima foi baseado no material fornecido pela Universidade de Gothenburg.

0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.