Aumento da diarreia e da dor é comum na TPM


Mulheres, vocês já perceberam que a doença inflamatória intestinal (e até mesmo a síndrome do intestino irritável) parece piorar quando está no período pré-menstrual (TPM)? Você não é a única! Muitas mulheres sentem que os sintomas da sua doença, principalmente diarreia e dor, pioram antes ou durante a menstruação.


Mas o que causa os sintomas da TPM?


Pesquisadores acreditam que o agravamento/aumento dos sintomas esteja relacionado com hormônios. A frequência de diarreia vivenciada pelas mulheres com doença inflamatória intestinal ou síndrome do intestino irritável aumenta nos dias antes e durante a menstruação. Dois hormônios estão sendo considerados “culpados” por isto – as prostaglandinas e a progesterona.

Existem diversos tipos de prostaglandinas e cada uma tem função diferente no nosso corpo. Algumas delas, chamadas prostaglandinas da série E2, estão associadas a mudanças no intestino, o que estimula a diarreia durante a menstruação. Elas também podem estimular a dor e interferir na absorção intestinal. Essas prostaglandinas também poderiam ser responsáveis pela contração do músculo liso do intestino, causando mais dor e diarreia.

A flutuação hormonal antes e durante a menstruação pode ser culpada. Acredita-se que o cólon pode reagir ao aumento ou a diminuição da progesterona no corpo.

Tem algum tratamento que pode ser feito?


Descobriu-se que o óleo de prímula ajudou na diminuição dos sintomas de algumas mulheres com síndrome do intestino irritável nas fases pré-menstrual e menstrual. O óleo de prímula contém um ácido graxo essencial chamado de ácido gama-linolênico.




O corpo não produz ácidos graxos essenciais e, portanto, só conseguimos obtê-los através da ingestão de alimentos. Os ácidos graxos gama-linolênico e ômega 3 produzem juntos um outro tipo de prostaglandinas, as da série E1. Este tipo de prostaglandina ajuda a reduzir a inflamação e também ajuda na digestão.

A dose ideal de óleo de prímula que deve ser tomada ainda é desconhecida, mas a quantidade utilizada frequentemente em pesquisas é de 3.000 a 6.000 mg de óleo de prímula, porque contém de 270 a 540 mg de ácido gama-linolênico. Essa quantidade é dividida em, no mínimo, 3 doses por dia.

O óleo de prímula normalmente é considerado seguro. Recomenda-se que seja tomando junto com algum alimento para evitar náuseas. É completamente contraindicado para pessoas com epilepsia do lobo temporal. Você pode encontrá-lo em farmácias de manipulação e/ou produtos naturais, lembrando sempre de procurar estabelecimentos idôneos.


Lembramos que a automedicação não é recomendada e, portanto, você deve sempre informar ao seu médico antes de tomar qualquer coisa.

0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.