0


Doença de Crohn e Colite Ulcerativa



Hoje na Sessão Conte a Sua História vamos ouvir Marco Antonio Rocha Barreto, 25 anos de Governador Valadares, Minas Gerais, Brasil.


Os primeiros sintomas:

Inibição de apetite, perda de peso (20kg em 2 meses), diarreia, dores pelo corpo, principalmente abdominais, começaram a aparecer os sintomas mais agudos com 21 anos.


Diagnóstico:

Fui diagnosticado através de um ultra-som abdominal, constatou que havia algo muito errado lá dentro. Fiquei aproximadamente 6 meses sofrendo sem saber o que era. Após o exame, fui direto ao gastro onde ele pediu os exames complementares. Mas minha situação já estava muita agravada. Na semana seguinte já fiz cirurgias. Fui diagnosticado com Doença de Crohn.”

Qual foi a reação do Marco ao receber o diagnóstico?

Nunca tinha ouvido falar, fiquei sem chão na hora. Quando fui pesquisar mais sobre a doença, fiquei mais surpreso, por ser de crônica.

A busca por informação:

“A busca por informação foi basicamente através da internet e dos médicos.”

O tratamento inicial:

"Foi prescrito corticoides e mesalazina."

Complicações no decorrer da doença:

Sim, várias complicações. Abscesso, fistulas. Fiz 5 cirurgias ao total, devido ao Crohn. Sou ileostomizado.

A mudança de hábitos, o convívio familiar e na escola:

Tudo. Hoje vejo a vida de outra maneira, com outros olhos. A vida não deve ser tão levada a sério, ficar nos matando para conseguir dinheiro, sendo que a felicidade está em nós mesmos. Claro que o dinheiro é fundamental, somos de carne e osso, e precisamos nos alimentar MUITO BEM.

Conhecimento dos outros sobre a doença:

Ninguém conhecia. Devido à minha patologia, pude passar informações para pessoa portadoras e não portadoras também. Caso alguém seja diagnosticado e tenha um pouco de informação. Quero poder ajudar sempre.

Trabalhos de divulgação ou participações em grupos sobre DII:

Sim, participo de vários grupos no Facebook relacionados à Doença de Crohn. Na minha cidade faço um trabalho de passar a informação quando alguém é diagnosticado eu dou todo o suporte.”

O tratamento hoje em dia e como está se sentindo:

Azatioprina, Humira e Cannabis.”

“Minha vida hoje em dia está muito melhor comparando a alguns anos atrás. Estou em remissão total.”

Esportes e a doença de Crohn:

Sim, me sinto muito bem fazendo caminhadas. Não pratico muito mais pois sou ostomizado, isso acarreta algumas limitações.”

Dieta e a doença de Crohn:

“A minha dieta é muito boa, hoje consigo controlar o que me faz bem e o que me faz mal, a identificação destes alimentos é fundamental na vida do paciente. Assim ele sabe o que é melhor."

O que gostaria de falar para quem foi diagnosticado recentemente:
  
Muita força e fé. Não perca as esperanças jamais. A dor vem para logo à frente acontecer a prosperidade. Não é o fim do mundo, muito pelo contrário, é o início.
A saúde e a paz interior fortalecem nossa saúde. Então procure fazer coisas que te deixam feliz, animado e descontraído. Evite stress e pessoas negativas.”



Obrigado Marco por compartilhar a sua história conosco.


Se você também quer mostrar a outras pessoas como foi o seu desenrolar da doença, mande-nos uma mensagem (email: crohnecolite@gmail.com) que entraremos em contado.


0 comentários:

Post a Comment

Muito obrigado pelo seu comentário e/ou pergunta. Responderemos o mais rapidamente possível.

Isenção de responsabilidade

Usando esse blog você o estará fazendo por conta e risco próprios. Não é a pretensão desse blog diagnosticar, medicar, sugerir tratamentos ou induzir mudanças no seu atual tratamento médico. Objetivamos única e exclusivamente informar a respeito das doenças inflamatórias intestinais. Caso você apresente algum sintoma procure um profissional médico. Não descontinue o uso de nenhum medicamento sem antes consultar o seu médico.

Powered by Blogger.